sábado, 26 de junho de 2010

Capitulo UM- O chamado

Novo por aqui? leia o capitulo ZERO

Você já teve que guardar um segredo? Eu tive que guardar um durante toda a minha vida...

Eu tenho 13 anos de idade, sou Brasileiro, e vim de um intercâmbio para os “states” por ser um dos melhores alunos, junto com um grupo de estudantes...

Por enquanto estou hospedado na casa de uma amiga do intercâmbio, cuja mãe trabalha e pra minha sorte tem uma casa aqui. Isso não é o meu segredo... E está longe de ser...


Na verdade eu sou um garoto normal, a única coisa diferente é que eu tenho dentes caninos avantajados, garras e nas noites de lua cheia viro uma fera, com focinho e calda... Não, eu não sou um cachorro...

EU SOU UM LOBISOMEM.

Ahn... Mas agora tenho que desligar o computador... Tenho que ir pro colégio... Tchau!




-Lance... Minha mãe está preparando o café

-Ah ok, Meg... Shock



Meu nome é Lance, Shock é a minha am
iga que eu falei... Nunca a chamem de Megan, se não você leva um choque, literalmente.

Aliás que cheiro de fumaça...



-Sra. M?- eu perguntei- o que houve?

-Nada, nada... só um desastre
-Mãe já disse pra não usar suas poções em comidas, só por um momento, vamos tentar ser uma família normal!- disse Mega, digo, Shock

A mãe de Shock não respondeu

-Acho que hoje vamos ficar sem café... Mas tudo bem, é só fazer um almoço reforçado...- eu disse

puxei Shock que resmungava coisas sobre feitiços e poções... Que subiu para arrumar o material escolar, e eu o mesmo, enquanto via televisão, claro...


De vez em quando dava umas olhadas na TV, para conferir o que aconteceu no meu desenho favorito, mas por alguma interferência chata, a tela ficou com “fantasma”.


Quando ela cintilou intensamente, ficou completamente escura, com apenas um circulo de luz no meio, o qual ficou mais nítido, e em uma mudança de ângulo pude ver um poço, do poço saiu uma figura sombria com os cabelos na frente do rosto, que andava vagarosamente, até chegar bem próxima da tela da TV, com isso eu me afastava para trás, ela continuou a se aproximar, de modo que começou a sair da tela, eu pude ver sua pele intensamente branca, e seus cabelos negros ao balançar mostravam seus olhos expressivos e amedrontadores, logo com as mãos para fora, tentou se apoiar em algo, mas sem perceber a estante alta, caiu de cabeça no chão

-Ai... Cacete

-Samantha?- indaguei


-Ah, oi, eu e a Haley estamos esperando você no ponto de ônibus, vamos embora daqui 7 minutos. SETE MINUTOS!- ao dizer isso um calafrio subiu pela minha espinha e os pêlos da minha nuca se eriçaram.


Com isso Samantha voltou a entrar no televisor, esfregando a cabeça e resmungando palavrões.
Capitulo DOIS

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Powerade Coupons