quarta-feira, 6 de junho de 2012

Momento Poético - Soldado de papel

Corri, temendo que a chuva molhasse meus anseios
e que dissolvesse minhas emoções de papel

Fugi, como vai o vento
e jamais voltará da mesma maneira

Caí, como as flores que pendem da árvore
antes de abrir
antes de amar


Feito em parceria com Raiany Pires

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Powerade Coupons